Contratar empregada doméstica de confiança é um desafio para muitas famílias que necessitam de uma babá, cozinheiro, faxineira ou cuidador de idosos.

Muito além de uma pessoa que prestará serviço na sua casa, esse empregado representa alguém que estará junto com as pessoas que você mais AMA.

É necessário, portanto, dar uma atenção especial a esse momento, não colocando qualquer pessoa no seu convívio familiar ou, simplesmente, delegando essa contratação para um terceiro ou empresa.

Você tem cuidado da sua família? Seja qual for a resposta, eu acredito que possa melhorar…

Quando falo em Contratações Domésticas, seja para qualquer função, faxineira, babá, motorista, cuidador de idosos e pessoas com necessidades..

A primeira coisa que me vem a cabeça é a palavra FAMÍLIA (sem querer ser repetitiva, mas já sendo..)

Assumir a responsabilidade e contratar a melhor pessoa para trabalhar na sua casa, é uma excelente maneira de proteger e assegurar que seu maior tesouro esteja em boas mãos.

Por isso, elaborei esse artigo para te ajudar a realizar a sua contratação doméstica da melhor maneira possível e, assim, garantir o melhor profissional para a sua família.

O Início De Tudo (Processo Seletivo)

O Processo Seletivo é, basicamente, um conjunto de táticas utilizadas para você “filtrar” a escolha da empregada doméstica, identificando qualidades e princípios que combinam com o que você precisa para sua casa.

Ele está presente em todos os passos que envolvem a tomada de decisão na contratação do profissional mais adequado a vaga disponível em seu lar.

O processo de seleção vai desde as pequenas decisões, como saber a função que você precisa, até as maiores decisões, como o planejamento do tipo de contrato que você utilizará e o perfil da pessoa que deseja para a vaga.

O objetivo, ao final do processo, é você escolher o melhor empregado baseado na forma de contratação, perfil do profissional e qualificação do mesmo.

Por Que Preciso Saber Contratar Empregada Doméstica?

As Contratações Domésticas fazem parte das nossas vidas há tanto tempo, que nos habituamos a não olhar para ela com a seriedade que merece.

Talvez, isso se deva ao fato dessa profissão somente ter sido regulamentada pela Lei do Doméstico de 2015 (Lei 150/2015). Anteriormente, era uma contratação completamente “informal”.

cuidadora de idosos

Não possuía forma, procedimento e, muito menos, regras para se contratar..

Mas com a entrada da nova lei, muitas pessoas sentiram dificuldades em regularizar suas situações, optando por permanecer do jeito que já estavam.

Outros chefes de família passaram a delegar a função de escolha e contratação do empregado doméstico para um terceiro fazer.

Acontece que, não se trata somente de regularizar uma situação trabalhista. Aqui, estamos falando de uma pessoa que participará da sua casa.

Em verdade, muitas vezes você como empregador, não consegue estar presente para acompanhar o trabalho da empregada doméstica escolhida.

Situação, essa, que já causa uma insegurança..

Principalmente quando você delega essa contratação para um terceiro fazer, ficando completamente refém e na expectativa de que ele faça uma boa escolha de profissional para a sua família.

Não esquecendo, que o terceiro precisa completar devidamente as exigências do eSocial. E no final das contas, se ele fizer isso errado, quem pagará o preço é você.

Saber contratar empregada doméstica, levará você a sair do cativeiro que é a expectativa, momento em que você passará a ter o efetivo controle da sua casa, tomando a decisão de querer o melhor para a sua família.

Quais Os Benefícios De Cuidar Das Contratações Domésticas?

O principal benefício para quem cuida das suas Contratações Domésticas é o maior controle, conforto e segurança, ao escolher a melhor empregada doméstica para o seu lar.

Quem se organiza bem, ainda consegue escolher a forma de contratação que cabe exatamente no orçamento familiar, evitando esperdício de dinheiro.

Outro importante benefício é o aumento da produtividade da casa, através do planejamento das atividades que o empregado realizará.

Quem cuida bem de suas contratações domésticas, ao final vive uma vida mais tranquila.

Porque sabe que deixou a sua casa e seus amores em boas mãos.

Feito essa introdução, preparei 11 dicas poderosas e práticas para você acrescentar ao seu processo seletivo.

Confira!

11 Dicas Importantes Para Contratar Empregada Doméstica

Vamos levar a sério essa contratação e aprender, de fato, como fazer a escolha da sua empregada doméstica?

1. Faça o Planejamento Antes De Marcar a Entrevista De Emprego

É isso mesmo, antes de você agendar uma entrevista de emprego com a empregada doméstica, faça a organização de como você deseja contratar.

Isso, nada mais é do que, escolher o tipo de contrato mais adequado para você.

Como o Contrato Individual de Trabalho, Contrato por tempo parcial ou Contrato por prazo determinado, por exemplo.

Aqui não falaremos sobre a diarista, porque nesse artigo abordarei somente da funcionária que terá um efetivo contato com a sua família.

Feita a escolha do contrato, é preciso escolher o valor do salário a ser pago, lembrando que deve estar de acordo com a Convenção Coletiva de Trabalho (piso da categoria) ou se não tiver, com o salário mínimo vigente.

Por fim, delimite a função que deseja contratar (babá, faxineira, cuidador etc.) e o que você espera que ela faça na sua casa.

Por exemplo a babá, vai somente cuidar das crianças ou é esperado que ela lave as roupas e/ou cozinhe?

Nesse momento, defina bem o teor desse contrato, porque no momento da entrevista, o pretendente a vaga pode ter algumas dúvidas que precisa você sanar.

  1. Tipo de contrato que vai utilizar (Contrato Individual de Trabalho, Contrato Por Prazo Determinado ou Contrato Por Tempo Parcial);
  2. Salário oferecido;
  3. Função disponível e atividades necessárias.

2. Cuidado Com As Informações Discriminatórias

Tendo clareza sobre a vaga que está ofertando, tome muito cuidado ao divulgá-la, principalmente em uma plataforma de busca do empregado doméstico.

Ocorre que, não é possível trazer ao profissional que procura, informações discriminatórias, tais como: sexo, idade, religião, etnia etc.

Por exemplo, você vai contratar um motorista e não pode divulgar como “Contrato Motorista com idade de 35 anos, homem, católico etc.”

Você consegue perceber o teor discriminatório no anúncio de vaga acima?

Essa discriminação merece tanta atenção, que alguns tribunais do trabalho estão entendendo que se ela ocorrer, pode gerar dano moral.

3. Documentos Antes Da Entrevista De Emprego

Antes de agendar a entrevista de emprego com a empregada doméstica, sugiro que peça a pretendente a vaga, que envie uma foto do documento RG e/ou CPF, podendo ser até mesmo enviado por Whatsapp.

Essa foto, ajuda a saber quem está indo realizar a entrevista na sua casa, bem como ter os dados para uma consulta prévia.

Outro ponto de destaque, caso a vaga oferecida exija algum curso profissional, aproveite esse momento para solicitar, também, o certificado de conclusão.

contratação faxineira

Porque se a qualificação profissional, for uma exigência que você não está disposto a “abrir mão”, caso a pretendente a vaga não a tenha, você não perderá seu tempo realizando uma entrevista de emprego atoa.

4. Seja Transparente Com a Vaga De Emprego

Ser transparente com a vaga, nada mais é do que no ato da entrevista, explicar para a profissional doméstica qual a função que você está contratando e o que você espera que ela faça nessa função.

Como no caso da contratação de uma faxineira, será necessário apenas a faxina ou ela precisará cozinhar para a sua família?

A falta de transparência, pode levar a problemas de relacionamento e no ambiente de trabalho.

Porque se você contrata a faxineira sem falar que ela precisa saber cozinhar e no primeiro dia de trabalho pede para a funcionária fazer o almoço, “vai dar ruim” (como diz meu sobrinho)..

Penso que, provavelmente, ela dirá que não foi contratada para fazer isso, e aqui começa o problema..

Quando se fala em Contratações Domésticas, existe o risco de acúmulo de funções quando não há a explicação correta no ato da entrevista e no contrato.

Por isso, falando em transparência, faça a gestão do risco do empregado e do relacionamento seu com ele, bem como a gestão do risco de acúmulo de funções.

5. Observe a Adequação Para a Vaga De Emprego

A adequação, nada mais é do que observar se a pretendente a vaga cumpre as suas exigências.

Ou seja, a empregada doméstica entrevistada compartilha dos princípios da sua casa e perfil da família?

Antes de oferecer o salário, pergunte a pretensão salarial da pretendente a vaga, porque se ele for inadequado para o que ela espera, significa que mesmo aceitando o emprego, vai continuar procurando outro que pague o que ela quer ganhar.

Depois disso, veja se a residência dessa profissional é longe da sua casa, porque as chances de ela desistir do emprego são altas, se essa distância for muito grande.

6. Confira As Experiências Na Função

As experiências na função que está contratando, vão muito de encontro com o que você precisa para a vaga e o seu tempo disponível para treinar a nova funcionária no cargo, eu explico.

Quando se fala, por exemplo na contratação de uma cuidadora de idoso e ela não sabe trocar fraldas e dar banho (se necessário), pode ser que pela falta de experiência ela não queira realizar essa função ou desista.

De outro modo, temos a babá contratada para cuidar do recém nascido que se não tiver experiência, pode ter dificuldades na troca de fraldas, cuidados com assaduras, banho etc.

Caso você tenha disponibilidade de tempo e a pretendente a vaga se encaixe no perfil que você espera, não vejo problemas em treinar essa profissional para atuar nessa função.

Por outro lado, se você não dispõe desse tempo para treinamento, sugiro que exija que a empregada tenha experiência prévia nas funções que irá atuar.

7. Pergunte Por Que Essa Profissional Deseja Trabalhar Com Você

Aqui, é preciso entender o porquê essa empregada doméstica se interessou na vaga disponível em sua casa.

Será que ela gosta mesmo de exercer essas funções?

Aconselho que deixe ela falar…

8. Deixe a Empregada Falar Dela

Quando estamos contratando uma profissional, entendo ser primordial deixar essa empregada se vender um pouco para você.

Conduza a conversa para ver se a entrevistada se enquadra no perfil que você espera para a vaga, mas tente entender sobre a família dela, quanto tempo ela terá disponível para você, em caso de emergência familiar.

Aproveite aqui e já tire suas dúvidas sobre as rotinas dessa profissional.

Por exemplo, você está contratando uma babá, será que o marido dela não vai implicar, caso você chegue um dia mais tarde do trabalho e ela precisar estender o tempo com as crianças um pouco?

Por isso, para não ter surpresas após a contratação, é preciso entender os hábitos dessa funcionária fora da sua casa. Para isso, nada melhor do que deixar ela falar.

9. Pedir Referências Ou Indicações

Um cuidado muito interessante, quando falamos em contratar a pessoa que estará com a nossa família é pedir uma carta de referência ou o telefone do último empregador.

Aqui você entenderá o porquê não deu certo o trabalho anterior a sua casa.

10. Não Aprove Na Mesma Hora

É comum, no calor da entrevista de emprego, você ter o impulso de já efetuar a contratação, seja pela falta de paciência em realizar muitas entrevistas ou porque você realmente gostou de uma candidata.

Indico que, antes de contratar, converse com seus familiares e pense direitinho para não cometer erros (você vai entender na próxima dica)..

11. A Confiabilidade Na Contratação

Quando você anuncia a candidata a sua contratação, não é mais possível ou indicado que volte atrás.

Por exemplo, você fez a entrevista com um motorista, que estava trabalhando em outro lugar e ele deixou aquele determinado trabalho para estar com você, porque após a entrevista você afirmou que ele estaria

Ele ficaria desempregado, caso você pensasse melhor e desistisse daquela contratação..

E aqui, em alguns casos, os tribunais trabalhistas têm entendido em conceder o dano moral a esse empregado que ficou desempregado.

Dica Bônus: A Certidão Negativa De Antecedentes Criminais

Pedir ou não pedir a certidão negativa de antecedentes criminais, principalmente quando falamos em contratações domésticas, gera muita dúvida no empregador.

Ocorre que, por não possuir nenhuma legislação (Lei) que fale sobre o assunto, é extremamente arriscado pedir essa certidão.

Mesmo que alguns tribunais têm entendido sobre a possibilidade de pedir esse antecedente criminal, em caso de doméstica que, principalmente, cuida de crianças, idosos e portadores de necessidades especiais.

Existe o risco, e o que você pode pagar por isso é um dano moral ao empregado.

Porém, se você estiver disposto a correr esse risco, indico que peça antes do processo seletivo, ou seja, no momento em que está solicitando os documentos, conforme indicado na Dica 3.

Conclusão

Realmente parece ser mais fácil você delegar o trabalho de contratar empregada doméstica a um terceiro.

Mas, é preciso seriedade quando se fala na pessoa que estará na sua casa com você e sua família, convivendo no dia a dia.

Como você poderá garantir que esse terceiro seguirá todos os requisitos que abordamos nesse artigo, procurando o melhor profissional para atuar na sua casa?

É uma questão de decisão!

Decidir o que é mais importante para você: a aparente facilidade que a contratação doméstica por meio de um terceiro pode trazer, ou a segurança de que sua família e sua casa estão com a melhor pessoa que poderiam estar.

Não se engane, a sabedoria e as boas práticas na hora de contratar, não levam somente a escolha da melhor empregada doméstica, levam também uma tranquilidade para você e para seu lar.

Nada paga a tranquilidade da sua família.

Até a próxima,