As Contratações Domésticas são sempre um tema de extrema importância, pois estamos falando daquele Colaborador que estará dentro da sua casa, ou seja, convivendo com você e sua família em geral.

Então, logo de cara já vemos que é um tema que devemos explorar cuidadosamente, desde a escolha do Empregado até as práticas do dia a dia.

Vendo a importância dessa contratação, busquei trazer nesse artigo as 3 principais dicas para uma boa contratação doméstica, porém essas dicas não buscam em momento algum apontar todos os pontos importantes desse tema, mas sim ressaltar o que acredito ser mais importante sobre o assunto.

3 Principais Dicas Para Contratar a Doméstica

Por mais que você possa pensar ser difícil contratar um Empregado Doméstico e, as vezes ter até mesmo medo de cuidar dessa contratação sozinho, essas dicas vão te ajudar bastante a fazer todo esse processo de contratação e parar de colocar dificuldade onde não tem, até mesmo porque estamos falando de um Colaborador que estará DENTRO DA SUA CASA, com a sua família, você consegue ver a importância disso, então vamos as dicas:

1 – ANTES De Escolher o Seu Empregado Doméstico.

Primeiramente, vamos entender que o Empregado Doméstico precisa antes de tudo ter mais de 18 anos e você precisa saber que ele somente poderá fazer atividades para a sua casa, lugar em que você não tem nenhuma atividade com fins lucrativos.

O que eu quero dizer com isso é que você não pode contratar esse Empregado Doméstico e pedir que ele faça um bolo ou uma marmita para você vender, mesmo que essa atividade seja realizada em sua casa, pois ao vender você estará tendo lucro.

Agora, vamos pensar qual a melhor forma de contratação para a sua casa e família, pois nós temos nas contratações domésticas 4 formas básicas de se contratar que são: diarista, contrato individual de trabalho, contrato por tempo parcial e contrato por prazo determinado.

A diarista, basicamente é a Colaboradora que estará na sua casa e com a sua família por no máximo 2 dias na semana, não podendo ser mais quue isso e, nesse caso, indico que você visualize a quantidade de tarefas que você possui diariamente e veja se esse tipo de contratação corresponde a sua realidade.

Vendo que não sua necessidade não é de uma diarista, você pode observar se precisa dessa Colaboradora todos os dias em sua casa e em período integral, que seria aquele horário de 8 horas diárias até 44 horas semanais, onde se encaixa o Contrato Individual de Trabalho. Se você perceber que pode ser um período menor, nós temos o Contrato por tempo parcial que é de 25 horas na semana.

Dessas três opções que te dei para contratar, você ainda pode observar se precisa dessa Colaboradora Doméstica por um longo prazo ou se somente seria uma necessidade familiar transitória ou substituição de uma Colaboradora que está de férias ou afastada do trabalho, por exemplo, porque nesse caso você pode contratar com um prazo determinado.

Quando for escolher a sua forma de Contratação Doméstica é preciso adequar exatamente as suas necessidades e da sua casa, evitando gastos desnecessários, pois cada contrato aqui exposto possui um valor diferente e escolhendo o que você realmente necessita seus gastos serão mais corretos.

Melhor contrato doméstico

Como por exemplo, um Contrato Individual de Trabalho não te dará gastos apenas com o valor do salário, que deverá ser o mínimo ou o salário base que estará na Convenção Coletiva de Trabalho da sua região, mas também com FGTS, seguro contra acidentes, vale transporte e valores anuais (férias e 13º salário).

Agora que você já sabe o tipo de Contrato Doméstico que precisa, é sempre bom pensar antes de chamar a sua Colaboradora para a entrevista, no perfil básico da sua casa, como por exemplo você nunca estará em casa, então penso que precisa de uma pessoa que te inspire confiança e talvez seja rápida para que quando você chegar a casa esteja arrumada e você possa descansar tranquila.

Outro perfil seria por exemplo no caso da babá, onde ela precisa ter mais ou menos o perfil do seu filho ou filha, de acordo com a idade deles, pois se for uma criança agitada ela deverá ser agitada e saber lidar com a situação.

Se já for quase um adolescente, talvez seja necessário ter um perfil mais firme para que seu filho ou filha possa respeitar, bem como se essa Colaboradora vai levá-lo na escola, então precisaria ter uma habilitação (CNH) válida para fazer esse serviço.

Vamos ver o caso do cuidador de idoso, esse Colaborador precisará ter o perfil do idoso com o qual irá interagir, as vezes alguma experiência ou se tratando de um idoso que necessita de cuidados especiais vejo que esse Colaborador doméstico precisaria de um curso ou pelo menos ter vontade de se especializar, caso você não se oponha em pagar essa especialização.

Já vimos até aqui a forma de se contratar e o perfil que precisamos construir, então agora vamos a entrevista. Nela sempre indico pedir o envio de um documento com foto, pode ser até mesmo pelo whatsapp para você saber alguns dados iniciais, porque muitas vezes essas entrevista irão ocorrer dentro da sua casa.

2 – DURANTE a Escolha Do Seu Empregado Doméstico

Quando você chamar o Colaborador Doméstico para a entrevista de emprego, eu indico que já tenha definido os pontos do tópico acima para melhor aproveitamento do seu momento de entrevista.

Procure conversar na entrevista sobre como você precisa do trabalho para aquela determinada vaga, como por exemplo preciso de um Empregado Doméstico que faça faxina e cozinhe para mim, então você poderá levar as perguntas para a experiência com faxina, como esse colaborador faria a faxina na sua casa (ver se é organizado com o que tem para fazer), se precisar de passar roupa, pergunte, veja o que esse Colaborador sabe fazer de comida, dentre outros.

No caso da babá, por exemplo, veja se tem experiência com criança, procura perguntar o que fazia no ultimo emprego, como se organizava com a rotina das crianças que cuidava e, você já fala para ela se terá que cozinhar, cuidar das roupas do bebê, levar na escola, se quando o bebê estiver dormindo ela vai ajudar nos afazeres da casa, dentre outros pontos importantes.

Tudo tem que estar muito explicado no momento da entrevista para que mais na frente não tenham desentendimentos.

Após a realização da entrevista, pode pegar o telefone do último trabalho em que ela esteve e ver se esse antigo Empregador Doméstico indica a Colaboradora, bem como pergunte a Colaboradora por que ela saiu do último emprego.

Por mais que tenha gostado em um primeiro momento dessa Colaboradora Doméstica, não precisa já informar no momento da entrevista se deseja contratar, tente conhecer outras Colaboradoras e o mais importante, não tenha medo de escolher a melhor Colaboradora Doméstica para a sua família, pois querendo ou não estamos falando de alguém que estará com as pessoas que mais amamos.

3 – DEPOIS Da Escolha Do Seu Empregado Doméstico

Sendo feita a sua escolha pelo seu Empregado Doméstico, você deve solicitar os seguintes documentos:

  1. Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS);
  2. RG e CPF;
  3. Comprovante de Residência;
  4. Certificado de curso de especialização (se necessário);
  5. Carteira Nacional de HabilitaçãoCNH (se necessário);
como contratar empregada doméstica

Além dos documentos que falamos acima, indico que solicite um exame admissional para que futuramente não tenha problemas com doenças que venham do trabalho, bem como, sempre que acreditar ser necessário você pode pedir que o Empregado Doméstico faça esse exame.

Algo que sempre aponto como de COMPLETA IMPORTÂNCIA é verificar se aquele Empregado Doméstico contratado é alfabetizado para assinar o contrato e, caso não seja será necessário solicitar que um parente alfabetizado assine junto com ele, pois será necessário carimbar o documento com a digital e o parente assina como testemunha de que leu aquele determinado documento.

Faça seu cadastro no eSocial e não tenha medo de mexer nele você mesmo, pois tem tutorial super simples para acessar o sistema, se cometer qualquer erro você pode fazer as alterações, mas sempre indico que preste atenção quando estiver acessando.

Ao ter os documentos do seu Empregado Doméstico, junte-os e faça uma pasta para arquivar. É MUITO importante sempre ter toda a documentação dele.

Se você chegou até aqui, indico que não desista dessa contratação doméstica, pois você poderá correr o risco do dano moral, principalmente se esse Empregado Doméstico tiver deixado o último emprego para trabalhar com você.

Conclusão

Por muitas vezes você irá ver, até mesmo na internet, a grande dificuldade que pode ser uma contratação doméstica, mas se verificar mais a fundo esse mesmo local que estará falando sobre a dificuldade estará vendendo para você um serviço, onde ele fará por você todo esse processo de contratação doméstica.

Assim, gosto sempre de falar com a meu grupo de Contratações Domésticas que nós temos que tomar a frente dessas contratações, pois quando o assunto é sua família você não pode se contentar com qualquer Empregado Doméstico no seu dia a dia.

Seja levando os seus filhos na escola, fazendo uma faxina, cozinhando para você, cuidando dos seus pais ou de qualquer idoso na família ou até mesmo do seu jardim. São atividades muito pessoais e acredito sim, ser muito importante estar próximo dessas atividades.

Pare de deixar as Contratações Domésticas sem um tratamento atencioso da sua parte, porque ali está a sua família, são as pessoas mais importantes da sua vida. Se algo errado acontecer com sua família, você não irá se perdoar.

Espero sinceramente que esse artigo tenha te ajudado.

Até a próxima,